segunda-feira, dezembro 17, 2018

Governo de São Paulo lança site para imigrantes e refugiados

Portal Guia do Imigrante reúne serviços e dicas para para facilitar a integração social e econômica de quem está chegando ao Estado Nesta quarta-feira (12),...

Aumentos nos combustíveis, greve geral e repressão: entenda a crise no Haiti

Por: Matheus Gomes, colunista do Esquerda Online Mais uma vez, o Haiti vive dias de fúria popular. As ruas de Porto Príncipe e das principais...

OAB Bebedouro realiza II Fórum de Direitos Humanos, Inclusão e (In)tolerância

Confira a programação do II Fórum de Direitos Humanos, Inclusão e (In)tolerância  Ontem em entrevista ao site, Vista Minha Pele o Prefeito Dr. Fernando Galvão e...

A maioria das crianças exploradas com o trabalho infantil é negra

Por Larissa Silva Segundo a pesquisa PNAD, divulgada no site o globo, em matéria de Daiane Costa - Quase dois terços (64,1%) ou 1,17 milhão dos...

A Escritora e Jornalista Kimberly Souza Estará Presente na Semana Cultural da Faculdade de...

  A Jornalista Kimberly Souza é graduada em jornalismo pelo Instituto Municipal de Ensino Superior de Bebedouro, onde escreveu o livro-reportagem "Quem sois vós? o...

Acordo de cooperação entre países lusófonos vai lutar pela igualdade de gênero

  Com informações da ONU A ONU Mulheres firmou acordo de cooperação com os países que integram a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP)...

Ministério do Trabalho divulga lista suja do trabalho escravo

Policial federal avalia condições em alojamento de ttrabalhores Marcello Casal Jr/Arquivo/Agência Brasil O Ministério do Trabalho divulgou o cadastro de empregadores que tenham submetido trabalhadores a condições análogas às de escravo, conhecida como “lista suja”. A publicação tem informações sobre 131 empregadores autuados em fiscalizações e detalha dados como o número de trabalhadores flagrados nas condições irregulares, endereço do estabelecimento e a data em que ocorrência foi registrada. A lista tem informações desde 2010. O cadastro foi divulgado após transitada em julgado na Justiça do Trabalho do Distrito Federal ação protocolada em 2016 pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em que, segundo o órgão, a União descumpria ordem judicial que a obrigava a publicar o cadastro dos empregadores condenados administrativamente pelas infrações e atualizá-lo a cada seis meses no máximo. O descumprimento da medida levaria à aplicação de multa diária no valor de R$ 10 mil. A sentença d..

Hoje o Movimento Negro Perde Wilson Prudente – Militante que Lutava para a Construção...

Dr. Wilson era membro Relator da Comissão Nacional da Verdade sobre a Escravidão Negra no Brasil do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do...

VEJA ESSAS AQUI